MP VAI PEDIR AJUDA INTERNACIONAL PARA INVESTIGAR IURD

março 26, 2011 § Deixe um comentário

DIHITT, 26-03-2011

MP TERÁ AJUDA INTERNACIONAL PARA APURAR CRIMES DA IGREJA UNIVERSAL

O Ministério Público vai pedir cooperação internacional na apuração dos
crimes de lavagem de dinheiro e formação de quadrilha do fundador da Igreja
Universal, Edir Macedo e de nove membros da igreja.
O Estado de São Paulo teve acesso e publicou informações do Conselho de
Controle de Atividades Financeiras, o Coaf e outros documentos sobre as
movimentações financeiras da Igreja Universal e destaca que empresas de
comunicação, pertencentes a Edir Macedo, entre elas a rádio e TV Record, estão
entre as dez principais beneficiárias do dinheiro arrecadado dos fiéis e
desviado.

Segundo o jornal O Estado de São Paulo, o relatório do Coaf aponta a própria
igreja como principal beneficiária das transferências em duas contas correntes.
Uma delas está em nome de Jerônimo Alves Ferreira, bispo da Universal, dono de
uma das empresas de fachada e um dos réus do caso.

Em segundo lugar entre os maiores beneficiados está a Record. Também são
citadas a Edminas SA, a Rede Mulher de Televisão, a Editora Gráfica Universal e
a Rede Família de Comunicação Ltda.

Segundo o órgão do Ministério da Fazenda entre 2001 e março 2008 foram
detectados oito bilhões de reais em operações financeiras. Boa parte do dinheiro
foi movimentado no exterior por integrantes da Igreja Universal.

Segundo os promotores o esquema era sustentado pelas doações dos fiéis, o
dinheiro que é livre de impostos só pode ser usado em obras assistenciais e
manutenção dos templos.

Não é o que acontecia. Segundo o Ministério Público o dinheiro do dízimo foi
usado na compra de bens como um avião e de empresas como a TV Record do Rio de
Janeiro.

Segundo O Estado de São Paulo, o Coaf estima que o patrimônio pessoal de
Edir Macedo chegue a dois bilhões de dólares. Para os promotores ele seria o
chefe da quadrilha que desviaria dinheiro dos fiéis para a obtenção de lucro.

Na denúncia, os promotores responsáveis pela investigação afirmam que os
fiéis da Igreja Universal são vítimas, pois doaram legalmente e de boa fé o
dinheiro que, segundo a promotoria, acabou sendo desviado.

Como a Igreja Universal está presente em mais de 170 países o Ministério
Público vai pedir cooperação internacional na apuração dos crimes de lavagem de
dinheiro e formação de quadrilha.

Nos próximos dias Edir Macedo e os outros nove acusados devem receber a
citação da justiça e, a partir daí terão dez dias para apresentar a defesa.
Nesta quarta-feira o advogado contratado pelos réus não gravou entrevista. Ontem
no Jornal Nacional ele alegou uso de denúncias são recorrentes.

Já houve até casos de períodos em que os fatos relatados terminaram no
Supremo Tribunal Federal com o arquivamento do Supremo Tribunal Federal e um
pedido do Ministério Público Federal. A origem disso é desde 1992 quando foi
adquirido alguns por alguns fiéis da Igreja Universal, a TV Record do Rio de
Janeiro, então dessa vez é da mesma forma,declara Arthur Lavigne, advogado dos
réus.

Isso foi em 2009. Estamos em 2011 e tudo continua igual.

[i]

http://www.dihitt.com.br/barra/denuncia-crimes-da-igreja-universal-jornal

Anúncios

LIDER DA RENASCER DA PITI POR FALTA DE DIZIMO

março 21, 2011 § Deixe um comentário

GENIZAH VIRTUAL, 18-03-2011

ESTEVAM HERNANDES DÁ PITI POR FALTA DE DÍZIMO

Na inauguração da nova igreja Renascer em Santo Amaro em 11/03/11, Estevam
Hernandes deu piti apostólico na hora de passar a sacolinha…

Estevam, todo cheio de si por conta da igreja nova, falou dos custos da reforma
e do aluguel, disse que a nova igreja irá mudar a vida de Santo Amaro, vai
impactar, vai ficar uma belezura, vai ter faixa preferencial para crente na
avenida Santo Amaro, vai expulsar o capeta da estátua do Borba Gato e ainda vai
tomar posse do bairro para Jesus.

Dai pediu que todos levantassem e fossem à frente trazendo o seu evelope com
dízimos e ofertas…

Mas… Fofofofofooonnnnnnn

Poucas pessoas obedeceram a ordem do líder e nada de dindin.

Plástico da vida, plácido dentro das calças, soltando fogo pelas ventas
apostólicas e achando que não ia ter nem para a gasolina e a pizza, então o mega
bispo decretou:

“…Não quer dar? Então tá bom. Deus não vai te dar também!”

Como diria Didi Mocó: – Audácia da pilombeta! Já conhece a Bíblia este rapaz?

[e]

http://www.genizahvirtual.com/2011/03/estevam-hernandes-da-piti-por-falta-de.htm
l?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+Genizah+(Genizah)

DEP JEAN WYLLYS QUER ABRIR CONTABILIDADE DAS IGREJAS

março 2, 2011 § Deixe um comentário

NOTÍCIAS GOSPEL MAIS, 01-03-2011

DEPUTADO GAY PEDIRÁ ABERTURA DA CONTABILIDADE DAS IGREJAS QUE RECEBEM DÍZIMO E
CRIARÁ PROJETO DE LEGALIZAÇÃO DO CASAMENTO GAY

Abertura da contabilidade das Igrejas Evangélicas e por em discussão a imunidade
fiscal das igrejas

O deputado Jean Wyllys, do PSOL-RJ, pretende colocar em discussão no Congresso
Nacional a imunidade fiscal das igrejas e propor a abertura de sua contabilidade
para saber o destino do dízimo. A proposta de examinar as contas das igrejas é
um contra-ataque à articulação dos deputados evangélicos para derrubar a
portaria do Ministério da Fazenda que autoriza a partir deste ano que
homossexuais com união estável façam declaração conjunta do Imposto de Renda,
beneficiando-se com abatimento. O ex-BBB é o primeiro deputado que se elegeu
colocando-se na campanha como representante dos homossexuais.

O deputado Ronaldo Fonseca (PR-DF) é quem está arregimentando apoio para
invalidar a portaria. Um de seus argumentos é de que a concessão do benefício
fiscal é uma exceção, como se os homossexuais fossem cidadãos especiais, o que é
ilegal porque a Constituição estabelece que todos são iguais perante à lei. Ele
disse que vai convocar o ministro Guido Mantega, da Fazenda, para tentar
convencê-lo a recuar da medida.

Wyllys disse que também vai usar a ilegalidade e a exceção para questionar o
regime fiscal privilegiado das igrejas. “Posso também exigir do ministro uma
explicação por que as igrejas não prestam contas à sociedade. Se os partidos
políticos prestam, por que igrejas não?”. Para Wyllys, a articulação dos
evangélicos é homofóbica. Ele vai se reunir como lideranças que defendem as
causas dos homossexuais, como a senadora Marta Suplicy (PT-SP), para organizar a
reação aos evangélicos.

Fonseca, que é também pastor da Igreja Assembleia de Deus, disse que não aceita
que o benefício aos gays seja aprovado apenas por uma “canetada”. “Tem de haver
debate”. Wyllys rebateu dizendo que a imunidade fiscal das igrejas também tem de
ser questionada.

[e]

http://noticias.gospelmais.com.br/deputado-jean-wyllys-contabilidade-igrejas-dizimo-projeto-casamento-gay-17034.html

Onde estou?

Você está navegando em publicações marcadas com dízimo em Ateularia.

%d blogueiros gostam disto: